Exército Português

16-05-2019

O Exército Português é um dos três ramos das Forças Armadas, responsável pela defesa da pátria e do interesse nacional.

Tão antigo como o próprio país, a sua origem remonta às próprias origens de Portugal, fazendo parte da sua história desde a sua independência. Esteve presente na luta portuguesa contra os muçulmanos mas também contra o Reino de Leão (reino que faz agora parte da actual Espanha) que se opunha aos interesses independentistas de Portugal.

Participou em todas as grandes campanhas portuguesas antes e depois da Monarquia, fez parte das expedições às ex.colónias em todos os continentes onde as tivemos e que mais tarde veio a defender as da África (Angola, Moçambique e Guiné-Bissau) e actual Índia, contra movimentos revolucionários apoiados directa e indirectamente por soviéticos e americanos, na famosa Guerra Colonial Portuguesa (1961 a 1975).

Foi também o principal participante da revolução do 25 de Abril que deitou abaixo a ditadura, sendo conhecida e estudada em praticamente todo o mundo.

Marcou igualmente presença na Primeira Guerra Mundial de 1914 a 1918.

Não estando, obviamente, a história toda contada, o exército hoje dedica-se essencialmente a missões de paz, da NATO e ONU, nomeadamente no Kosovo, Países Bálticos, Afeganistão, Líbano, Macedónia e Timor-Leste, prestando também notável serviço na defesa e apoio social.

Missão

  • Participar na defesa militar da República.
  • Assegurar a geração, preparação e sustentação de forças e meios da componente terrestre do Sistema de Forças.
  • Participar em missões internacionais no âmbito das Organizações Internacionais.
  • Participar em missões no exterior do Território Nacional, num quadro autónomo ou multinacional.
  • Executar acções de cooperação técnico-militar.
  • Cooperar, nos termos da lei, com as Forças e Serviços de Segurança.
  • Colaborar em missões de protecção civil.
  • Colaborar em tarefas relacionadas com a satisfação das necessidades básicas e a melhoria da qualidade de vida das populações.
  • Executar actividades no domínio da cultura, designadamente de preservação e divulgação do seu património.
03 de Maio de 2015, 
actualizado em 15 de Maio de 2019