Falha no fornecimento de combustível terá causado o acidente do Atlas em Espanha

16-05-2015

Terá sido, segundo a informação revelada pelo "Der Spiegel", uma interrupção "abrupta" no fornecimento de combustível aos motores, a causar a queda do avião militar.

Segundo revelações feitas por um dos sobreviventes, o Airbus A400M "Atlas" acidentado em Espanha no passado dia 09 de maio, terá tido os seus sensores no cockpit a reportar múltiplas falhas de propulsão, no que pareceu ser uma interrupção repentina no fornecimento de combustível aos motores.

O avião, de desenvolvimento conjunto de países europeus, como a Espanha, França, Reino Unido e Alemanha, viu o seu desenvolvimento (iniciado em 2003) atrasado 4 anos, na altura devido aos motores. Portugal chegou a fazer parte do projecto mas retirou-se após concluir que assim seria melhor.

A aeronave acidentada teria acabado de sair da linha de produção e o voo representava o primeiro de testes, pelo que pode significar que a falha terá sido na construção desta célula em particular e não no projecto da aeronave em si, que tem às costas a responsabilidade de se vir a tornar uma das principais aeronaves do tipo em serviço, pelo menos na Europa.

Os países operadores do modelo suspenderam a sua operação até que sejam feitas conclusões mais exactas acerca do acidente, já a França, maior operador do avião e país que me mais depende do A400, irá manter os voos prioritários. 

Fonte: Vários Texto: Portugal Defense News and global