Medos de ataque químico na Síria

26-05-2019

Morgan Ortagus, porta-voz do Departamento de Estado Americano, afirma que forças sírias estariam a recorrer ao uso de armas químicas. 

Autoridades norte americanas levantaram preocupações de que as forças Armadas Sírias poderiam recorrer a ataques químicos, de forma a segundo eles, compensar o fraco desempenho das forças de Bashar al-Assad.

Segundo a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, forças sírias teriam já usado esse tipo de táctica na manhã de 19 de maio, como parte da sua mais recente ofensiva contra território rebelde no noroeste da Síria.

"Infelizmente, continuamos a ver sinais de que o regime de Assad pode estar a recorrer novamente ao uso de armas químicas, incluindo um suposto ataque de cloro no noroeste da Síria na manhã de 19 de maio". - porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, em 21 de maio.

Já de acordo com James Jeffrey, representante americano para a Síria, nada evidencia que armas químicas tenham sido usadas contra território controlado por rebeldes no noroeste do país. Mas clarificou que - "Se o regime de Assad usar armas químicas, os Estados Unidos e nossos aliados responderão de maneira rápida e apropriada."

O "regime está disposto a considerar armas químicas para facilitar os seus ataques terrestres porque tem a pior infantaria do mundo". - James Jeffrey, representante especial americano para a Síria

Segundo os americanos, a ofensiva do governo de Assad teria ocupado apenas 74Km 2 de território no norte da província de Hamah, isto apesar de apoiados pela aviação Russa.

Portugal Defense News ...and global

Mais Recente

 

"Operação Primavera de Paz", também denominada "Fonte de Paz", é mais um capítulo na guerra da Síria que assola o país desde 2011. A invasão turca tem o potencial de alterar, mais uma vez, o mapa político e étnico na região.